fbpx
MIGUEL COCCO

Como não deixar que a manipulação seja um obstáculo

Resultado de imagem para manipulação hd

A pessoa influente é aquela pessoa que parece irradiar confiança e leva os outros a fazer o que pretende de forma natural. Mas essa pessoa não age de má fé nem quer prejudicar o outro. Na maioria dos casos, é uma pessoa honesta, que simplesmente tem o dom de convencer os outros a adotar as suas ideias numa relação em que ambos ficam a ganhar. Na realidade, estamos constantemente a (tentar) persuadir e a ser persuadidos, e todos nós aceitamos ser influenciados, mas preferencialmente por pessoas que nos querem bem ou que tenham algo de positivo a acrescentar às nossas vidas.

Apesar de, eventualmente, usar as mesmas técnicas de persuasão, o manipulador tem uma agenda escondida, apenas ele beneficia da vossa relação e, na maioria dos casos, você fica a perder. Há pessoas manipuladoras que se aproximam para ganhar confiança de forma a depois poder retirar os seus ganhos. É essencial que todos saibamos identificar e distinguir quando alguém está a influenciar-nos de forma positiva numa relação de confiança, ou quando pelo contrário estamos confrontados com alguém que quer manipular-nos.

Para as pessoas tóxicas, aquelas pessoas que parecem tirar o pior de nós, realçar o lado menos bom da vida, o que fazemos nunca é suficiente, usam e abusam de nós para atingirem os seus próprios fins. São estes que queremos evitar. Devemos saber manter à distância pessoas que nos limitam, que nos deixam pessimistas, que mudam o nosso mindset de positivo para negativo. Pessoas tóxicas estão por todo o lado! Identifique-as e elimine-as da sua vida.

Pessoas arrogantes

Há uma grande diferença entre confiança e arrogância. Confiança inspira; arrogância intimida. Os arrogantes acham-se superiores aos outros e nunca vão celebrar as conquistas dos outros.

Pessoas vítimas

Estas pessoas nunca se responsabilizam por nada do que acontece na sua vida. Estão simplesmente focadas em encontrar um culpado… que não seja elas mesmas! Sentem-se sempre vítimas de algo ou de alguém.

Pessoas controladoras

Estas pessoas aparentam saber tudo e a melhor forma de fazer qualquer coisa, mas no fundo são pessoas extremamente inseguras. Os controladores nunca dão oportunidade a ninguém de falar ou ter ideias e, nas relações pessoais, têm um enorme sentimento de posse em relação ao outro.

Pessoas invejosas

São incapazes de ficar felizes com o que você tem, faz ou sabe. Acham que as coisas boas da vida não podem ser de mais ninguém que não elas próprias.

Pessoas mentirosas

Estas pessoas são muito perigosas porque não mentem só sobre os outros e sobre elas mesmas, como podem também mentir sobre si. Nunca se pode confiar num mentiroso.

Pessoas negativas

Desconfiadas e sempre irritadas, estas pessoas prejudicam os relacionamentos e deixam em nós uma sensação de desconforto. São incapazes de ver soluções, apenas vêm problemas.

Pessoas que julgam

Há uma grande diferença entre julgar com base em dados objetivos e julgar apenas para criticar. Pessoas que julgam demais são rápidas a tirar conclusões que nem sempre se provam corretas. São péssimas ouvintes e comunicadoras.

Pessoas sem caráter

Se uma pessoa não tem integridade ou honestidade, haverá poucas coisas que estas pessoas não façam para conseguir o que querem.

A maioria dos manipuladores utiliza as mesmas técnicas: costumam engrandecer-se para rebaixar o outro. O manipulador costuma ser muito sedutor numa fase inicial : oferece presentes, surpreende, está sempre disponível, parece querer dedicar-lhe toda a sua atenção, envia imensas mensagens, telefona.

Passada a fase da conquista, em que cria uma certa dependência, começa a revelar-se: começa a criticar, primeiro de forma subtil, depois cada vez mais diretamente. Chama-o constantemente à atenção para os seus erros, cobra tudo e mais alguma coisa. Sabe aquela pessoa que, no dia em que acorda de bom humor, lhe diz : “O que se passa contigo, estás cá com umas olheiras!”? Ou aquele que sabe que teve dois meses de loucura total para acabar um projeto mas acusa: “Nunca tens tempo para mim”?

Resultado de imagem para falta de tempo

Seja nas relações amorosas, de amizade ou profissionais, os manipuladores têm todos o mesmo tipo de comportamentos.

Como reconhecer se está na presença de um manipulador? Se uma pessoa o faz sentir frequentemente mal consigo próprio, aumenta o seu nível de stress, o angustia, lhe faz carregar um enorme sentimento de culpa, sente que está constantemente a ser chantageado emocionalmente, sente que essa pessoa tenta controlar a sua vida e que você é que tem de ceder constantemente para tornar a relação mais fácil, é provável que esteja na presença de um desses espécimes.

Os manipuladores costumam ser facilmente irritáveis, são amáveis em público mas na intimidade a convivência pode chegar a ser um inferno, são egocêntricos e desconfiados. São inflexíveis: exigem imenso do outro e têm inúmeras regras para os outros, mas são muito mais permissivos consigo, não admitem os próprios erros, desculpam-se e vitimizam-se, fazendo o outro sentir-se culpado.

Os manipuladores sugam a sua vítima, deixam-na exausta, fazem-na sentir-se tão mal consigo própria que a determinada altura já nem consegue perceber que está num ciclo vicioso que só lhe faz mal.

Porquê? Porque sabem escolher as suas vítimas! As pessoas manipuladas são frequentemente pessoas que confiam muito nos outros, às vezes com falta de auto-estima, generosas e com um lado maternal, que se sacrificam em prol do bem do outro. Costumam acreditar em finais felizes, perdoam facilmente, entregam-se rapidamente e tendem a achar que com tempo e dedicação conseguirão mudar o outro.

Os manipuladores muito raramente mudam

O que deve fazer se perceber que está na presença de um manipulador?

Fixe limites quanto antes, aprenda a dizer não. Se tentar repetidamente e percebe que a pessoa tóxica não muda rapidamente os padrões de comportamento, aqui vai um conselho: Fuja!

Claro, é muito mais fácil dizer que fazer, mas quantas vezes não deixamos essas pessoas na nossa vida quando não teríamos realmente de o fazer? Quantas vezes não toleramos situações que nos desagradam só porque não queremos criar conflito ou gerar uma situação desagradável?

Não pode fugir de uma relação familiar ou de uma relação afetiva tão rápido quanto isto, mas não será possível eliminar da sua vida algumas pessoas tóxicas de que, na realidade, não precisa?

Não terá chegado a hora de repensar essas relações que não trazem nada de bom à sua vida e só trazem uma nuvem negra aos seus dias?

Se identificou na sua vida alguém com elevada toxicidade, feche-lhe a porta da sua vida.

Sem remorsos nem sentimentos de culpa!

Avatar

Miguel Cocco

Sobre

Miguel Cocco

Autor dos best sellers, Mude a sua vida com auto Hipnose e Emagreça com poder da mente.
Miguel Cocco elaborou 2 guias de grande eficiência para a descoberta do nosso potencial interior.

Saiba mais!

Contacto

Telemóvel:
912 226 269

E-mail:
geral@miguelcocco.com

Siga

Acompanhe as minhas redes sociais